Para escapar de chuva, homem sobe em telhado com mulher e filha na BA

Família é uma das desabrigadas pela chuva que atingiu Lajedinho.
Onze pessoas morreram e seis estão desaparecidas. Veja cobertura completa.

Para escapar de chuva, homem sobe em telhado com mulher e filha na BA (Foto: Ruan Melo / G1)

09/12/2013 15h31 – Atualizado em 09/12/2013 15h58

Para escapar de chuva, homem sobe em telhado com mulher e filha na BA

Família é uma das desabrigadas pela chuva que atingiu Lajedinho.
Onze pessoas morreram e seis estão desaparecidas. Veja cobertura completa.

Ruan MeloDo G1 BA, em Lajedinho

Comente agora
Para escapar de chuva, homem sobe em telhado com mulher e filha na BA (Foto: Ruan Melo / G1)Welligton Oliveira mostra marcas da chuva que atingiu a cidade de Lajedinho. Água cobriu mais da metada de sala da casa de Wellington (Foto: Ruan Melo / G1)

A água da chuva já chegava na cintura quando Welligton Oliveira decidiu deixar a residência onde vivia há nove anos com a esposa e a filha de seis anos. Ao sair pelo telhado de casa com a família, sentiu também a tristeza de abandonar tudo que lutou para conquistar. Ele é um dos 150 desabrigados da chuva que atingiu a cidade de Lajedinho na noite de sábado (7). Onze pessoas morreram e outras seis estão desaparecidas.

Welligton, a mulher e a filha ficaram em pé em cima do telhado até que o temporal diminuísse. De lá de cima, além dos trovões, ouviram gritos de moradores desaperados e o som das casas desabando. “Pensei que ia morrer. Coloquei as duas em cima de um muro na cozinha e depois saí pelo telhado com elas. Ficamos pulando de telhado em telhado até que a chuva diminuísse. Ficamos lá até umas 4h. Ouvi pessoas pedindo socorro, mas não podia fazer nada”, lamenta.

Para escapar de chuva, homem sobe em telhado com mulher e filha na BA (Foto: Ruan Melo / G1)Chão da casa ficou coberto por lama e lixo
(Foto: Ruan Melo / G1)

Na manhã desta segunda-feira (9), Welligton voltou à residência para tentar recuperar algum objeto. No entanto, ele relata que tudo que restou foram algumas poucas roupas. “Olhei a geladeira e o fogão ainda, mas não teve jeito. Perdi tudo. Só alguns roupas ainda dão pra usar. Estou agora na casa de minha mãe. Não sei o que vou fazer”.

Mesmo com as perdas, Welligton conta que está contente por conseguir sobreviver junto com a família ao temporal. “Perdi tudo, mas restou a vida. Essas coisas materiais depois a gente consegue de novo. Com fé em Deus tudo vai melhorar”, acredita.Para escapar de chuva, homem sobe em telhado com mulher e filha na BA (Foto: Ruan Melo / G1)

Número de mortos
Subiu para 11 o número de mortos após o temporal que atingiu a cidade de Lajedinho. De acordo com informações da Polícia Militar, seis pessoas continuam desaparecidas. As buscas foram retomadas por volta das 5h da manhã desta segunda-feira (9), com uma equipe composta por 28 bombeiros e 12 voluntários. A Defesa Civil aponta que cerca de 200 famílias tiveram as casas afetadas pelo temporal e ficaram desalojadas ou desabrigadas. Moradores relataram que o nível da água chegou a dois metros de altura.

Segundo a Defesa Civil, choveu em 2 horas cerca de 120mm. O imóvel da Prefeitura deLajedinho também foi atingido pela enxurrada, diversos equipamentos e documentos foram destruídos. A sede da Assistência Social também foi afetada. [Veja no vídeo ao lado as imagens aéreas da cidade de Lajedinho]

De acordo com o órgão, as autoridades providenciam o pedido de calamidade pública do municípi, que deve sair nesta segunda-feira, segundo informações da Defesa Civil do Estado da Bahia. Segundo o órgão, o número de casas destruídas ainda não foi contabilizado.http://s04.video.glbimg.com/x240/3006079.jpg

Já a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), informou que a equipe de Vigilância Epidemiológica de Lajedinho atua na cidade. Funcionários da saúde, veículos e medicamentos da cidade de Itaberaba são disponibilizados para a população de Lajedinho.

Lajedinho (Foto: Editoria de Arte/G1)Segundo a Sesab, a secretaria aguarda a lista de remédios que serão solicitados pela prefeitura para encaminhar os medicamentos para a população afetada. Moradores de cidades vizinhas também doam roupas, água e mantimentos para abastecimento dos desabrigados.O Tribunal de Justiça da Bahiatambém arrecada doações.

Na lista dos mortos, segundo informou Paulo Sérgio Luz, coordenador da Defesa Civil, estão: Valéria Cruz Lima (idade não informada), Luiza Santos Lima (idade não informada), Tharso Lima dos Santos, 4 anos, que faziam parte da mesma família; Cátia Fernanda de Jesus Santos (idade não informada), Sirlene Santos da Silva, 16 anos, Valdete Maria de Jesus, 40 anos, Ilza Cavalcante da Silva, 68 anos, Reginaldo Pereira dos Santos, 38 anos, Adenilson Alves da Silva, 43 anos, Pedro Levi, 3 anos, e Olívia Andreza de Jesus, (idade não informada). Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Itaberaba, cidade próxima ao município de Lajedinho.

Residência em Lajedinho ficou destruída depois da chuva no último sábado (7) (Foto: Ruan Melo/G1)Residência em Lajedinho destruída após chuva no último final de semana(Foto: Ruan Melo/G1)
Após temporal, moradores transitam em cenário de destruição da pequena cidade da Chapada Diamantina  (Foto: Ruan Melo/G1)Após temporal, moradores transitam em cenário de destruição da pequena cidade da Chapada Diamantina (Foto: Ruan Melo/G1)
Imagem aérea registra estragos provocados pela chuva em Lajedinho (Foto: Andréa Silva/TV Bahia)Imagem aérea registra estragos provocados pela chuva em Lajedinho (Foto: Andréa Silva/TV Bahia)

 

t
 

Publicado por terreirorocadeobalue

Pai José filho de Obaluaê, nasceu na Bahia em 08/03/1935 e hoje esta com 76 anos sendo 69 deles de feitura no Santo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: